Encontrar sua vaga
 

Piso Salarial

 
 

No Rio de Janeiro, os advogados contam com duas formas de referência salarial: O piso regional do advogado é a referência para advogados que trabalham com carteira assinada em outros setores (empresas diversas, sindicatos, etc); já o salário mínimo da convenção coletiva de trabalho - assinada entre o Sindicato dos Advogados-RJ e o Sindicato das Sociedades de Advogados (Sinsa) - representante dos escritórios e cooperativas, é válida para os advogados empregados em escritórios e sociedades.


Regional


O salário mínimo regional para o advogado está contido na Lei nº 7530/2017, em seu item VI, e recebeu reajuste sancionado pelo governador Luiz Fernando Pezão, no dia 10/3, o novo piso regional dos trabalhadores da iniciativa privada do estado. De acordo com o texto publicado no Diário Oficial, o reajuste será de 8% retroativo a 1º de janeiro de 2017. Com isso, o novo piso do advogado empregado no estado passou dos atuais R$ 2.685 para R$ 2.899,79 (faixa VI da Lei).


CCT


A CCT 2016/2017 manteve a regra da CCT anterior: o estabelecimento de duas faixas salariais, levando em consideração o tempo de inscrição dos advogados. As faixas foram reajustadas em 7%, em relação à CCT anterior.


Na primeira faixa, com um salário mensal de R$ 3.210,00 (reajuste de 7%), entram os advogados iniciantes, com até dois anos de inscrição na Ordem.


Na segunda faixa, com um salário de R$ 3.745,00, entra a maioria dos advogados, que têm mais de dois anos de carteira.


Os novos salários terão efeito retroativo a 1º de dezembro de 2017. Dessa forma, o salário de março já tem que ser pago com o reajuste de 7%, como também os salários de dezembro, janeiro e fevereiro.

© 2003-2017 - CAARJ - Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro.

Powered by CEED | Go2Web